Bares Gay’s de Belo Horizonte

Publicado: 7 de agosto de 2011 por Paulo C Carneiro em Informação, Polemica
Tags:, , , , ,

Entra ano e sai ano, a impressão que tenho é que os bares de BH estão sempre em reforma, ou terminando. No último dia 05/08 fui com amigos a um evento fechado,”O Botecada”, realizado pelo bar Estação 2000, no Mineiro Bill. Foi minha primeira vez no bar, o ambiente tem tudo para ser um bom lugar para ir mas o que me pareceu é que ainda falta terminar alguma coisa. Conheci apenas a parte de baixo e o deck, era uma festa restrita sem muito alvoroço e badalação gay, cheguei bem cedo, como estava no convite. O deck já estava com todos os lugares ocupados, como não tinha indicação de área para fumantes fomos para a parte de baixo, onde ainda estava vazio. De início tudo bem, até chegar uma “turma” que não se contentou em ocupar uma mesa no lugar já determinado pela casa. Tiveram que retirar a mesa e colocar em outro lugar, exatamente onde eles queriam. Para nosso azar o local escolhido era, literalmente, do lado da mesa em que estávamos, nos deixando sem um mínimo de espaço e privacidade; pelo contrário, importunando e incomodando com altas conversas, esbarrões e gente transitando a todo momento. O problema maior apareceu no momento em que alguns dos indivíduos começaram a fumar, sem se preocuparem se poderiam ou não incomodar quem estivesse por perto. Pelo que determina a Lei 3035/2009 que institui a Lei Antifumo no Estado de Minas Gerais é proibido o fumo em ambientes fechados, públicos ou privados, permitindo que o estabelecimento que assim queira, crie uma área, fechada, exclusiva para fumantes. Partindo do fato de que a área em que estávamos não se enquadrava em nenhum dos requisitos que dispõe a Lei, de que também não havia nenhuma sinalização indicando que aquela seria uma área exclusiva para fumantes e não suportando o incômodo gerado pela situação questionamos ao garçom, que mais parecia estar perdido por ali ou de passagem, e o mesmo, após ter ido consultar alguém (provavelmente a gerência da casa) nos informou que a única área onde a casa proíbe o fumo é dentro da boate e que onde nos encontrávamos eles não poderiam proibir ninguém de fumar, embora não tivesse nada indicando. A “solução” por ele encontrada foi de que nós trocássemos de lugar. Um absurdo! Você chegar a um estabelecimento bem mais cedo, para ter o privilégio de escolher um bom lugar e depois vem um “bando de folgados” apoiado pela organização do evento e lhe priva de desfrutar do mesmo direito a que têm todos que pagaram por ele. Deixo bem claro que não tenho, absolutamente, nada contra fumantes e vejo essa Lei como absurda e segregadora. Mas isso não significa que concorde com que os fumantes saiam por aí pensando que todos são obrigados as fumar junto com eles.

Para aqueles que não saem para a “balada” e também não vão muito a eventos coletivos,  estava ótimo. Eu costumo ir a qualquer tipo de lugar sem me preocupar em ir somente a ambientes gay’s, considero que realmente, os lugares, em geral, deixam muito a desejar. Como é o caso do Mineiro Bill; vamos começar pelo banheiro masculino, não sei se é de comum acordo de todos, mas os donos de bares deveriam acordar para as individualidades de cada um, cabine reservada não é luxo, é necessidade mesmo, inclusive dá um ar de qualidade e bom gosto. Parece que as coisas estão meio que improvisadas; divisórias de compensado, biombos de madeira que mais parecem cerca de curral, pelo perdão da comparação. E mais, cochinho de azulejo dá uma impressão de desleixo e sujeira. Quanto à Sinalização, nada é sinalizado; banheiros, caixa, a área de fumantes (ou melhor, toda a área da casa já que não atende a nenhuma das normas previstas pela Lei). Penso que tudo deveria estar bem sinalizado, pois ninguém é obrigado a adivinhar. Já os garçons, se demonstraram dispostos a servir bem, sempre prontos pra atender, mas independentemente da camiseta preta que vestiam, mais pareciam freqüentadores.

Os donos de bares e boates gays de BH poderiam acabar com esse “amadorismo”, encarar sua situação de dono de bar e levar a sério o fato de que o público quer coisa nova, inovação e perceber que sempre haverá a intenção de agradá-lo. Chega de improviso, finalizem a reforma ou mesmo a construção do ambiente. Deem uma parada, acertem tudo e deixem os frequentadores na expectativa, a surpresa será muito mais interessante. Não pensem apenas nos ganhos perdidos, pensem, principalmente, em todos os benefícios gerados. Pensem no que seria 10 dias parados, menos luz, menos água, 10 dias de férias coletivas para os funcionários, que voltarão com mais motivação, sem terem passado pelo estresse de trabalhar em meio a realização da obra. E o principal, depois de tudo, a casa cheia de clientes satisfeitos e sempre presentes.

comentários
  1. rafabh disse:

    gente! nunca vi tanta frescura em uma pessoa só. QUE NEURA!!! RELAXA MEU BEM E SEJA FELIZ. SOFRE POUCO…

    • Paulo C Carneiro disse:

      Meu caro, pode acreditar bom ter seu comentário, sabe que é raro um comentário em qualquer blog, saber o que as pessoas acham de algo que você escreveu e muito bom, seja positivo ou negativo. Mas vamos lá, eu vejo estas imperfeições nos lugares e claro que na maioria gay, mas ao contrário de que você pensa, eu não sofro por isso, apenas e uma forma de protesto a falta de respeito como você que vai ao bar, os donos de bar só estão interresados no dinheiro que você vai deixar lá, as coisas quebram e nunca são consertadas, muitas vezes são inauguradas com pequenos improvisos que nunca são solucionados, agora a nova moda e fechar bar por causa do incêndio em RS, verdadeira caça as bruxas, não sei que bar em BH você freqüenta, mas se você me permitir e tiver tempo me mande uma resposta dos lugares que você vai. Bem agradeço mesmo sua resposta, forte abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s